→ Como Picar Cebola

Então você chegou na parte da receita onde é necessário picar uma cebola… MEU DEUS! Como é que se faz isso da forma mais fácil possível? Eu explico!

(Post totalmente dedicado à minha amiga Mari)

1. Pegue uma cebola, descasque-a e corte-a no meio no sentido mostrado na foto:

2. Apóie uma das metades na tábua e vá fazendo cortes verticais, como nas fotos. Os cortes devem ser no mesmo sentido das linhas da cebola (veja as linhas vermelhas):

(clique na foto para ampliar)

3. Agora você fará cortes horizontais:

A cebola ficará assim:

4. Agora você fará, novamente, cortes verticais, como nas fotos:

Quanto mais finas forem as linhas verticais e horizontais da 2º e 3º etapas, menor ficarão os pedaços da cebola.

Qualquer dúvida é só escrever para mim!

Anúncios
Publicado em Cebola | 2 Comentários

→ Risoto de Funghi

Vou começar o especial dia dos namorados com uma receita de risoto de funghi. Não sei se algum de vocês já leu uma receita de risoto, mas parece fácil de fazer. Só parece, infelizmente. Risoto exige bastante atenção e prática. Eu tenho um livro que cita alguns mandamentos do bom risoto, são eles:

– Use de preferência arroz italiano (eu diria: use SEMPRE arroz italiano. Por favor gente, não tentem fazer risoto com arroz normal. Risoto deve ser feito com arroz arbóreo)

– Nunca lave o arroz

– Faça um bom caldo (eu traí esse mandamento! O risoto não fica ruim com caldo pronto, mas fica MUITO MELHOR com o caldo feito em casa)

– Cozinhe o arroz em fogo alto

– Acrescente o caldo do cozimento aos poucos

– Mexa sempre para não grudar

– O risoto deve estar úmido e o arroz al dente (al dente é quando o arroz não está duro e nem mole. Ele ficará firme e você conseguirá sentir bem o grão quando mordê-lo.)

Sirva quente

(Esses mandamento estão no fantástico livro “Il Riso in Tasca”, de Luciano Boseggia. Super recomendo para quem gosta de risotos, há receitas incríveis nele e há também as receitas dos caldos.)

Vamos aos ingredientes do nosso risoto:

1. Coloque todo o funghi para amolecer em água morna por aproximadamente 20 minutos. Após esse tempo, escorra-os com a ajuda de uma peneira.

2. Pique a cebola

3. Coloque 1 1/2 litro de água para ferver com 2 1/2 cubos de caldo de carne (eu prometo, prometo, que vou ensinar vocês a fazer um caldo de carne decente. Enquanto isso, podem usar o caldo pronto. Mas com a consciência de que sua comida SEMPRE ficará MUITO melhor com um caldo feito em casa, por você).

4. Coloque a cebola e 2 colheres de sopa de manteiga na panela para dourar (use, de preferência, uma panela grande):

5. Após dourar as cebolas (aproximadamente 2 minutos), acrescente o arroz e o funghi e refogue por aproximadamente 1 minuto:

6. Acrescente 1/2 xícara de vinho branco e vá mexendo até evaporar:

7. Depois que o vinho evaporar, vá acrescentando 1 concha e meia de caldo por vez. Funciona assim: você coloca um pouco do caldo no risoto e vai mexendo, até evaporar aquele caldo. Só então você acrescenta mais. Você deve fazer isso até o arroz ficar al dente, ou seja, nem muito mole, e nem duro, firme. Isso leva aproximadamente 15 minutos.

8. Vá experimentando o arroz e, quando estiver no ponto, acrescente 2 colheres de sopa de manteiga e 6 colheres de sopa de queijo parmesão ralado. Mexa bem e sirva imediatamente:

(a folhinha que coloquei em cima, na primeira foto do post, é um ramo de orégano. Você pode usar qualquer outra folha, qualquer uma fica bonita! Certifique-se de que ela esteja bem verdinha e coloque onde achar que fica mais bonito, use sua imaginação!)

Gostou? Se tiver alguma dúvida, escreva para mim!

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

→ Especial Dia dos Namorados

Quando comecei a montar na minha cabeça a ideia do blog, várias coisas legais me vieram à mente. Uma delas foi fazer uma categoria para ocasiões especiais.

Pois bem, nada melhor que o Dia dos Namorados para começar, hein? Levante a mão a mulher que nunca teve vontade de fazer aquele jantar super romântico para o namorado, mas ficou com medo de errar. Qual o homem que nunca imaginou cozinhar para a namorada, mas não sabe nem ferver água? Minha gente, 2011 é o ano de vocês!

É súper possível cozinhar coisas simples e deliciosas, com uma apresentação linda e um toque de sofisticação, sem complicar muito. Tudo digno de uma data especialíssima e de uma pessoa ainda mais especial. Junte esse prato a uma entrada caprichada, uma boa bebida e uma bela musica e você terá o seu jantar dos sonhos.
Na próxima semana, farei o maior numero possível de posts sobre o que e como cozinhar no dia dos namorados. Assim vocês terão tempo para testar as receitas antes de fazer no dia (recomendo que façam isso! Rs). Para isso, gostaria de contar com a ajuda de vocês: o que vocês gostariam de cozinhar para ele ou ela? Deixem um comentário ou mandem um e-mail me contando o que faria essa noite ainda mais especial.

Um Beijo,
Carol

Publicado em Datas Especiais | Marcado com , | Deixe um comentário

→ Quemei o arroz, e agora?

Você fez um arroz com todo amor e carinho, para você, para sua família ou para amigos. Todas as outras coisas que você estava preparando estão prontas, ou quase prontas. Você está atrasado para comer, ou então está no meio de uma festa ou um jantar e não tem tempo para repetir nenhuma receita. Eis que, no meio de tanta coisa para cuidar, você queima o arroz.

Isso não é raro de acontecer, comigo foi na semana passada, rs. Meu arroz ficou pronto e eu simplesmente esqueci de desligar o fogo. Fui preparando as outras coisas e comecei a sentir aquele cheiro apavorante de comida queimada. Era o próprio! Uma panela inteirinha de arroz queimada.

Há um tempo atrás, eu vi em um programa especial de Natal o que fazer para amenizar a situação. Digo “amenizar”, pois infelizmente não dá para recuperar o arroz e deixá-lo 100%. Mas da para quebrar um belo de um galho, ainda mais se o arroz estiver acompanhado de feijão ou strogonoff por exemplo.

A técnica mágica é a seguinte:

1. Assim que perceber que o arroz está queimando, desligue o fogo e pare o cozimento. Para isso você deve colocar a panela em uma bacia com água gelada (eu vou colocar uma foto disso depois, na hora fiquei tão atordoada que esqueci de tirar! Rs).

2. Coloque algumas fatias de pão no meio do arroz. Isso mesmo! Pode ser francês ou de forma. Deixe a panela tampada por aproximadamente 10 minutos, depois tire os pedaços de pão de dentro do arroz e sirva.

O pão suga todo aquele cheiro da fumaça do arroz queimado que está embaixo. O arroz que não queimou, em cima, fica sem o gosto de queimado. Dessa forma você pode utilizá-lo normalmente.

Mas lembre-se: isso não deixa o arroz novinho! Essa técnica é só pra quebrar o galho em caso de emergência!

Gostou?

Publicado em Sem categoria | Marcado com , , | Deixe um comentário

→ Como Picar Alho

Para quem já viu o post sobre como picar uma cebola, esse aqui vai ser “baba”! Eu piquei apenas 2 dentes para mostrar pra vocês como é.

1. Em uma frigideira, em fogo baixo, coloque os 2 dentes de alho com a casca para esquentar (esse procedimento faz com que o alho solte melhor o aroma e o sabor).

Deixe-os na frigideira por aproximadamente 7 minutos, mexendo as vezes, depois desligue o fogo.

2. Descasque os 2 dentes de alho.

3. Em uma tábua, pique o alho até ficar do tamanho desejado, de acordo com a sequencia abaixo:

(clique na foto para ampliar)

O alho estás pronto para ser utilizado!

Qualquer dúvida é só escrever pra mim!

Publicado em Alho | Marcado com | Deixe um comentário

→ Molho de tomate com atum

Esse molho é bem fácil de fazer e os ingredientes geralmente são encontrados na nossa cozinha, rs. Além disso é uma delícia, principalmente para quem gosta de atum. A quantidade que eu fiz dá para 2 pessoas.

1. Em uma frigideira, em fogo baixo, coloque os 2 dentes de alho com a casca para esquentar (esse procedimento faz com que o alho solte melhor o aroma e o sabor).

Deixe-o na frigideira por aproximadamente 7 minutos, mexendo as vezes, depois desligue o fogo.

2. Descasque o alho e amasse-o com a lateral da faca, de acordo com as fotos abaixo. Se você não gosta muito do gosto do alho na comida, pique-o ou amasse-o com um amassador apropriado (com certeza na sua casa tem, do contrário, pique o alho e no dia seguinte compre um amassador rs, pois será muito útil.).

2.1 Depois que o alho estiver amassado ele ficará assim:

2.2 Pique um pouco se não gostar dos pedaços grandes na comida (o pré-aquecimento do alho na frigideira tira aquele gosto forte do alho. Ele fica com um sabor melhor e mais suave. Então, se você gosta de alho, vá fundo! Se não, pique de acordo com a foto.).

3. Pique a cebola.

4. Abra a lata de atum e tire a água de dentro, assim:

5. Coloque 4 colheres de sopa de azeite em uma panela e deixei esquentar por 15 segundos:

6. Adicione a cebola picada e vá mexendo, até dourar, isso leva aproximadamente 3 minutos (quando a cebola perder o tom esbranquiçado e começar a ficar douradinha, está pronta esta etapa):

7. Adicione o alho, todo o atum e mexa por mais 2 minutos:

Se você achar que essa mistura está seca demais, acrescente um pouco de azeite.

8. Adicione a lata toda de tomates pelados + 1/3 dessa mesma lata de água OU 1 pacote de molho pronto (sem água, só o molho!).

8.1 Se você optou pelos tomates pelados, ao colocá-los na panela, eles estarão em pedaços (podem ser maiores, como na foto, ou menores, do tamanho de um tomate cereja). Para desmanchá-los, aperte-os com a colher de pau contra a panela, ou vá partindo cada um no meio, assim:

Se você for usar o molho pronto, é só mexer para misturar bem os ingredientes.

9. Acrescente duas colheres de sobremesa de sal (SEMPRE tome MUITO cuidado com o sal! A água do molho vai reduzindo conforme ele ferve e o sal fica, deixando o molho bem salgado se você exagerar logo no começo. Eu já tive sérios problemas com isso rs, então posso falar com propriedade. Na dúvida, vá salgando aos poucos e, se faltar, acrescente no final).

10. Acrescente 3 colheres de sopa de azeitonas e misture bem:

11. O seu molho estará pronto em aproximadamente 5 minutos. Desligue o fogo e experimente. Se estiver bom de sal, está pronto. Do contrário, adicione mais, aos poucos, e vá mexendo até ficar bom.

Junte o molho com o macarrão de sua preferência, coloque o queijo ralado em cima e sirva.

Gostou?

Publicado em Atum, Macarrão, Molho, Molho de tomate | Marcado com , , | Deixe um comentário

O Começo

Meu nome é Carol, tenho 22 anos e cozinho há aproximadamente 3. É muito complicado ter nascido nos anos 80 se formos falar de dotes culinários desenvolvidos ao longo da vida. Digo isso porque nós, mulheres de vinte e poucos anos, não fomos ensinadas a cozinhar, tampouco criadas para ficar em casa o dia inteiro tentando aprender. As nossas bisavós, avós e mães aprendiam todas as tarefas domésticas para colocar em prática no casamento, pois era esse seu dever como mulher.

Como todos nós já sabemos, as coisas mudaram. Não há mais tempo de sobra pra aprender a fazer arroz, macarrão, carne, molho, verduras e legumes. Haja saco para ficar lendo receitas que normalmente não são auto-explicativas e partem da premissa de que você já tem alguma base culinária. Quem aguenta? Tem que gostar muito. É aí que eu entro, queridas leitoras (e leitores também, por que não?).

Eu adoro cozinhar, sou curiosa, gosto de agradar as pessoas e, o mais importante, amo comer. Não gosto de comer qualquer coisa, gosto de comer bem. Por “bem”, leia-se “comida bem feita”. Moro com meu pai e na maioria das vezes quem cozinha sou eu. Tive que me virar para aprender, pois (quem o conhece, sabe), ele é exigente e grande conhecedor da arte.

Enfim, onde quero chegar com tudo isso? Simples. Tive vontade de montar um blog para compartilhar as minhas experiências na cozinha. Vou tentar explicar, de forma simples, como fazer alguns pratos para ninguém botar defeito. Descrever técnicas que facilitam nossas vidas, contar coisas que não deram certo, dividir dificuldades, aprender mais.

→ Gostaria de agradecer à querida Chef Talitha Bastos, que foi quem teve a idéia do nome do Blog, após um jantar divertidíssimo onde todos os nomes possíveis e imagináveis foram lançados à mesa! Se você tem Twitter e quiser seguí-la, é @talithabastos. Se quiser provar as delícias que ela faz, poderá encontrá-la de segunda à domingo, na hora do almoço, no Restaurante Sinhá. Recomendo!

Entenda um pouco mais sobre a dinâmica do Blog

Um beijo

Carol.

Publicado em O Começo | 3 Comentários